segunda-feira, 11 de maio de 2009

Jamie Cullum - Gran Torino

Adoro ir ao cinema sozinha. Fui ver o Gran Torino. E chorei como uma criança quando ouvi esta música no final do filme (quem começa por cantar é o Clint himself).
É um filme muito emocionante...
No final, estava tão envergonhada por estar tão comovida e a chorar (de lenço de papel encharcado) que não queria que quem estivesse a sair da sala me visse naquelas figuras... Mas acabei por não ter sorte - entram as senhoras da limpeza na sala e ao verem-me naquelas figuras me perguntaram se eu estava bem.
Estava óptima. Tinha acabado de ver um dos melhores filmes dos últimos tempos.

4 comentários:

Mariana disse...

tb ja vi e adorei,tinha grandes expectativas em relaçao a este filme e nao me desiludiu,um grande filme e uma grande liçao

bj

Vestidinhos e Calçõezinhos disse...

Vai lá ao meu sitio, tenho uma coisinha para ti...:)

Rui Luís Lima disse...

Clint Eastwood é como o vinho do Porto, quanto mais velho, melhor a sua sabedoria estende-se do cinema ao campo musical, a sua editora Malpaso fala por si.
Beijinhos
Paula e Rui Lima

Vestidinhos e Calçõezinhos disse...

Fofocas gatérrima

Esse homem além de ser um colosso, trouxe resultados (a esse clube que tu insistes em pertencer), que interessavam e serviam muito bem ao meu FCP. Hehe

Beijos Sofes