terça-feira, 16 de setembro de 2008

A Madonna foi a Chelas

Este texto não é da minha autoria, mas descreve perfeitamente o que eu senti no Concerto da Madonna de Domingo passado.
Está muito, muito engraçado!!!

O texto é da autoria da "Pipoca" no blog:
http://apipocamaisdoce.blogspot.com/

"Se eu tivesse escrito ontem sobre o concerto da Madonna, fresquinha, acabada de chegar a casa e com a raiva nos seus níveis máximos, de certeza que deixaria escapar qualquer coisa como "fo**-se, caralh* p'ra esta merd*, que não se viu um c*, put* de organização, vão mas é todos fod*r-se". No entanto, e como já tenho uma noite de sono e vários chás em cima, estou muito mais calma e analítica. Portanto, o que tenho para dizer sobre este concerto é: "foda-se, caralho para esta merda, que não se viu um cu, puta de organização, vão mas é todos foder-se".

Toda a gente vem agora criticar a Everything is New e a sua aparente ganância, mas eu saio em defesa deles. Foi estúpido só meterem lá 75 mil almas, porque aquilo, com jeitinho, ainda ia aos 150 mil. Assim como assim, só para aí uns dez mil é que conseguiram vislumbrar a diva, o resto estava a quilómetros do palco, por isso acho mesmo que a Everything is New não teve olho para a coisa. Foram bambis. Podiam ter alargado o perímetro do parque da Bela Vista (cujo nome é só o maior contra senso de todos os tempos) até, sei lá, Corroios, que a malta ia ver exactamente o mesmo: nada!

Passei o tempo a saltitar dum lado para o outro em busca duma nesga de palco, entre encontrões e gente que nunca na vida deve ter saído de casa para ir a um concerto e ficava extremamente amofinada ao mais leve toque (estive quase a pegar-me ao estalo com uma jovem que gritava "MAS PORQUE É QUE TODA A GENTE HÁ-DE PASSAR POR AQUI? PORQUE É QUE NÃO VÃO POR OUTRO LADO?"). E, por fim, lá me estabeleci numa encosta onde conseguia ver a Madonna sempre que ela vinha ao palco central. Quando voltava ao palco principal, ouvia e já não era nada mau.

Gostava também de dedicar cinco minutos de reflexão ao tema "quem é que se lembrou de prender os ecrãs gigantes apenas pela parte de cima, deixando-os oscilantes e a balançar ao vento?". Ora aquela merda era a única maneira possível de alguém conseguir ver alguma coisinha que fosse, mas até isso falhou!!! Os ecrãs andavam para a frente e para trás, "agora vê-se, agora não, agora vê-se, agora não, olha a cabecita da Madonna, não, agora já não".

O concerto em si foi engraçado, mas nada de especial, sobretudo para quem, como eu, já tinha estado no Atlântico há quatro anos. Na Bela Vista foi tudo muito multimédia, versões muito a puxar para o "disco", uma Madonna que ainda se mexe (e bem), mas que também já não está para se chatear. E minha querida, vir para Lisboa perguntar "hablais español?" não foi a coisinha mais esperta que podia ter feito, não foi. Vamos ter que repensar essa atitude e ler a Cabala 18 vezes, está bem?

A cereja no topo do bolo foi mesmo no final, quando estava à espera dumas amigas na barraca da CGD (um cubo com duas caixas multibanco e nada mais) e uma jovem se abeira e pergunta "desculpa, é aqui a tenda do merchandising oficial da Madonna?". Estive para responder "sim, é mesmo aqui, metes o cartão na máquina e saem notas com a cara dela", mas fui boazinha e expliquei só que ali era o Multibanco.

A Pipoca ainda está magoada. Bela Vista, jamé!"

E eu subscrevo: BELA VISTA JAMAIS! Nunca mais lá me apanham.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Madonna talking to us

Foi LINDO! Pena não ter conseguido ver quase nada....
Thanks pelo video, Tiago!
os "yeah", "no", e demais cantoria de sing-a-long com a Madonna, adivinhem quem era?!?!?
O que me fez MESMO triste foi a ganância de se quererem vender milhares de bilhetes e metade das pessoas não conseguirem ver NADA!
Pavilhão Atlântico forever!!! O video não tem grande qualidade mas é o que se arranja!
video

O Madonna Bus!

video

Obrigada Ana Miguel! Vou recordar FOREVER!!!

domingo, 14 de setembro de 2008

Madonna hoje em Lisboa para 75 mil ouvirem

14 Setembro 2008 - 00h30
Pela terceira vez na capital em quatro anos

Madonna já está em Lisboa. A chegada ao Hotel Pestana Palace, onde ontem ficou hospedada, ocorreu perto das 19h00, e à porta a expectativa era grande.
Entre imprensa e fãs, cerca de 50 esperavam um vislumbre da artista. E foi mesmo de fugida que se viu o Porsche Cayenne que transportava a cantora e dois passageiros, impossíveis de identificar através dos vidros fumados. Atrás, o outro carro transportaria a família – Guy Ritchie, o marido, e os filhos, Lourdes Marie, Rocco e David (o filho adoptivo) – especulavam os fãs, esperando que, à semelhança de outras cidades por onde passou a tournée, Madonna viesse acompanhada. À hora de fecho desta edição não havia confirmação oficial.

Esta noite, a rainha da pop faz história com a maior assistência de sempre num concerto em Portugal. São 75 mil pessoas, que esgotaram os bilhetes em apenas uma semana.
Madonna traz a Lisboa a ‘Sticky & Sweet Tour’ e, para que nada falhe em duas horas de concerto, a tarde foi ontem agitada no Parque da Bela Vista. Entre gruas, tubos metálicos, cabos e camiões cheios de material, centenas de profissionais ultimaram o palco elevatório, que tem uma saída que se destaca pela proximidade com o público – a escassos 45 centímetros de altura.
A cavalo, a supervisionar as operações, estava ontem um cowboy especial: Chris Lamb, director artístico da digressão – que promete ser uma das mais rentáveis de sempre.

SUECA ROBYN NA PRIMEIRA PARTE
Desconhecida do grande público, Robyn preencherá a primeira parte do espectáculo. Aos 29 anos, a jovem sueca conta com quatro álbuns. O seu tema mais popular, ‘With Every Heartbeat’, chegou ao primeiro lugar da tabela de singles do Reino Unido em 2007.

PORMENORES

DESFILE DE MODA
No concerto Madonna troca oito vezes de indumentária. Entre as roupas, assinaturas de luxo: Givenchy, Yves Saint Laurent e Stella McCartney.
BRITNEY EM VÍDEO
Britney Spears é uma das ‘convidadas’. No tema ‘Human Nature’ surge num vídeo.
FORTUNA DE 282 MILHÕES
Madonna é a artista mais rica do Mundo, com uma fortuna de 282 milhões de euros.
SEGUNDO CASAMENTO
O realizador Guy Ritchie é o segundo marido de Madonna (depois de Sean Penn). Casaram-se em Dezembro de 2000.
TUDO POR UM LUGAR À FRENTE
A fila de fãs ia aumentando à medida que as horas passavam. Foi assim ontem à tarde à porta do Parque da Bela Vista. Dezenas de fãs de Madonna iam montando tendas e marcando lugar junto à entrada do recinto para conseguir os lugares mais perto do palco mal abram as portas (às 17h00 de hoje). "Ninguém vai dormir esta noite", prometia Nuno, gestor de 31 anos, ontem à tarde.
Primeiros entre os campistas’ Maurizio, italiano, Maria, portuguesa, e Glen, inglês – aqui desde sexta-feira – esperam mais um espectáculo da diva que seguem juntos há seis anos, quando se conheceram num concerto. Acabaram de chegar de Londres, onde na quinta-feira viram Madonna, mas esperam melhor. "Já em Roma foi genial. Quanto mais o público dá, mais ela dá de volta", diz Maurizio, que achou o concerto de Londres "pouco emocionante".
Ali ao lado, Andreia e Arlete, vindas de autocarro de Portimão, estreiam-se nestas andanças. Mãe e filha, de 36 e 20 anos, mal podem esperar pelo espectáculo. "A minha mãe é superfã há anos", comenta Andreia sobre a jovem mãe de "espírito rebelde". Arlete confirma: "Ela gosta, mas eu gosto muito, muito mais."
Para passar o tempo joga-se às cartas, conversa-se e solta-se a voz a recordar temas de Madonna. Que por ali, claro, todos sabem de cor e cantam em conjunto.

NOTAS
ESPANHA: "A VER SE HAY FIESTA"
Aratz, de 20 anos, Ander, de 19, e Itziar, de 25, vieram do País Basco e depois do concerto vão ver "se hay fiesta" em Lisboa. Daqui seguem para Valência, para mais um espectáculo (dia 18).
VIZINHOS: "DE FORA A OUVIR"
"Vamos ouvir aqui fora. Não há dinheiro para o bilhete", diz Pedro Costa, do bairro da Flamenga. "Ela é boa cantadeira", frisa António Dias, também morador do bairro vizinho do recinto.

PALCO: "FICA TUDO PRONTO"
"Até amanhã [hoje] de manhã fica tudo pronto", garante a Everything is New sobre a montagem de palco e das estruturas do recinto. Ontem, era grande a azáfama no Parque da Bela Vista.

ALINHAMENTO
Desde o início da digressão ‘Sticky & Sweet Tour’, Madonna tem apresentado diferentes alinhamentos, mas com poucas alterações. Em Lisboa não deverá ser muito diferente deste.

Candy Shop
Beat Goes On
Human Nature
Vogue
Die Another Day (remix)
Into the Groove
Heartbeat
Borderline
She’s Not Me
Music
Rain (remix)
Devil Wouldn’t Recognize You
Spanish Lesson
Miles Away
La Isla Bonita
You Must Love Me
Get Stupid (remix)
4 minutes
Like a Prayer
Ray of Light
Hung Up
Give it 2 Me

DIVA DA POP NO PARQUE DA BELA VISTA

HORÁRIOS
Abertura de Portas: 17h00

Robyn: 20h00
Madonna: 21h15

LÁ DENTRO:
34 postos de venda de cerveja (Super Bock)
Mais de 20 postos de alimentação
Centenas de cabinas de WC
Máquinas Multibanco
Posto da PSP
180 seguranças privados
Dezenas de caixotes do lixo da CML

BASTIDORES:
Camarim para Madonna e outro para os filhos. Lourdes Leon, a filha mais velha (11 anos) já circula à vontade entre a equipa, mas Rocco (7 anos) é mais reservado.

MASSAGENS:
Antes de subir ao palco, Madonna passa uma hora em massagens no corpo e no rosto. Madonna faz ainda musculação com pesos livres e exercícios vocais.

TRANSPORTES:
As transportadoras ‘aderiram’ ao concerto de Madonna e oferecem mais serviços.
A CP criou um comboio Intercidades especial para o Porto, com partida da Gare do Oriente à 01h00, e paragens em Santarém, Entroncamento, Pombal, Coimbra B, Aveiro, Gaia e Porto Campanha. Na linha de Cascais, foi criado um comboio especial, com partida do cais do Sodré às 02h00 e paragem em todas as estações.
O Metro alargou o serviço nas linhas Vermelha e Verde. O último comboio, em ambos os sentidos, passa na estação da Bela Vista à 01h15. O Metro recomenda a compra de bilhete de ida e volta para evitar demoras.
CARRIS criou duas carreiras especiais, com partida da Rua Pedro Cruz, junto à saída do recinto.
Carreira A: Serve os principais pontos do centro da cidade: Belavista, Av. Dr. Arlindo Vicente, Av. José Régio, Av. Gago Coutinho, Av. EUA, Entrecampos, Saldanha, Pr. Marquês Pombal, Largo do Rato, Estrela, Av. Infante Santo, Calvário e Belém (palácio).
CARREIRA ‘SHUTTLE ORIENTE’ - Faz a ligação directa à Estação do Oriente, com passagem por Belavista, Av. Dr. Arlindo Vicente, Av. José Régio, Av. Gago Coutinho, Pr. Aeroporto, Av. Marechal Gomes da Costa, Av. Berlim e Estação Oriente.