sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Umas férias maravilhosas e um voo de volta para esquecer

Voltei dos Estados Unidos!

No geral, as férias foram excelentes: passeios a pé no central park, o Washignton Memorial, a "Obamamania" em TODO O LADO, visitas pela 4ª ou 5ª vez ao Guggenheim e ao MoMA, compras, gente (um mar dela), frio de gelar na rua, calor de morrer indoor (estou constipada, pois está claro).
Mas o que marcou a minha 4ª viagem a NY (e 5ª aos EUA) foram as decorações de Natal.
As montras, meu Deus....obras de arte, super originais, nas lojas, todas as lojas...!
A àrvore de Natal do Rockefeller Center... A pista de patinagem do Central Park e do Rockefeller Center... Tudo, mas tudo, respira Natal a 100% em Nova Iorque (ou como dizem os americanos, as "Holidays", para não haver confusões religiosas... Os cristãos festejam o Natal e os Judeus o Hanukkah).

As Fotos seguem mais tarde, porque:
Ainda não dormi, aliás, não durmo há mais de 48 horas.
Não preguei olho (nem eu nem ninguém!!!) o voo inteiro, a noite inteira.
Estou com as horas trocadas, nem sequer consegui dormir como sempre durmo no avião com a bela da pastilhinha…. Que fique claro neste meu relato que eu durmo e que adoro voos calmos. Ainda agora quando vim do Rio de Janeiro em Outubro, num voo de 10 horas dormi umas 6 (com a pastilha, porque senão não prego olho).
Tive um dos piores voos da minha vida (e pode-se dizer que já foram muuuuuuuuuuitos! Mesmo. Mas mesmo muitos. Mesmo).
Foram 6 horas de turbulência daquela que põe às voltas qualquer estômago saudável, daquelas em que não se consegue ir à casa de banho sem se "dançar" e agarrar às cadeiras pelos corredores fora. Juntamos a este belo cenário poços de ar constantes daqueles em que se pensa: “pronto, vamos lá rezar as últimas orações porque já foste”.
Nestas situações com muita turbulência eu sou uma daquelas pessoas que vai a rezar pelo caminho e a pensar: "minha Santa, eu não mereço isto, não me faças sofrer assim". E lembro-me do que os experts dizem: é mais provável eu ser atingida por um raio no meio da rua do que esta bosta cair. É mais provável eu ganhar o euromilhões do que esta bosta cair. Pensar em coisas boas: uma praia tropical quente e solarenga, a minha sobrinha, os bons momentos com a minha família e com os meus amigos. Mas, claro, entre estes pensamentos vem-me à ideia o filme "O Náufrago", o Tom Hanks num barquinho insuflável amarelo sozinho no meio da tempestade... Eu sei, não sou nada exagerada, pois não?
Foi uma coisa horrorosa, e para piorar a situação (sim porque PIOROU) houve uma confusão de todo o tamanho. Um puto foi apanhado a fumar, estava na fila ao meu lado, um cheiro a tabaco que nem imaginam. Repreensões pelo piloto durante o meio do voo, um hospedeiro com anos de experiência (aqueles velhos, pronto) a passar-se com o puto. Ficaram-lhe com o passaporte (e os paizinhos do chavalo que não teria mais de 18 anos, todos emigrantes na américa, impávidos e serenos como se nada fosse, até parecia que não era uma coisa nada grave, fumar dentro de um avião). Isto tudo com a p*** da turbulência pelo meio, um filme.
Como podem imaginar estou sem cor (nem branco isto é) e exausta.
Bem, amigos, vou dormir, não aguento mais e nem sequer sei se este texto está com erros, com lógica ou whatever (adoro esta americanice).

3 comentários:

Fofocas disse...

ps - o melhor do voo: o hospedeiro só dizia ao puto: "sabe a gravidade disto?" (o esperyo do chavalo apagou o cigarro no chão do avião e deixou lá a pica!!!)
e o hospdeiro continuou: "apagou cigarro nochão?!!!!!!! e se apagasse mal?? estavamos agora todos a arder!!!!!" Sim, só faltava mesmo era o avião arder e tinhamos um episódio do LOST (só que em vez de ser numa ilha tropical era na gronelandia)

FafeGirl disse...

looool
eu só não sei como ninguém fez nada... mas acima de tudo tinha que ser um tuguinha, sorte teve ele de ser um voo da Tap...enfim o Socrates também não fumou e foi multado?
Ah e daí... acho que afinal a multa nunca chegou...
loooool

kitty disse...

Tens de postar fotos! 4 vezes nos USA?? Que inveja! Nunca lá fui, mas adorava ir lá um dia, está nos meus planos sem dúvida. Estou a ver que adoras viajar. Eu também!